Passar para o conteúdo principal
Luís Filipe Dias e Silva
Investigador

Luís Silva é um biólogo, doutorado em Biologia (Ecologia Vegetal) e agregado em Biologia (Estatística Ecológica e Ambiental). É investigador do InBIO e diretor do CIBIO-Açores.

Publicou cerca de 100 publicações a nível nacional e internacional, principalmente nas áreas de ecologia vegetal, invasões biológicas, flora dos Açores, espécies endémicas, conservação e floresta.

Lecionou em cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento, principalmente nas áreas da bioestatística, métodos quantitativos, estatística ecológica, ecologia e conservação. Interessa-se, particularmente, pela modelação da distribuição de espécies e da composição e estrutura das comunidades, e por modelos estatísticos bayesianos. Tem focado a sua investigação no estudo da floresta, através do envolvimento em vários projetos dedicados à valorização ecológica e económica das florestas dos Açores.

Encontra-se também a desenvolver investigação dedicada à diversidade vegetal, microbiana e filogenética em diferentes tipos de pastagem. Presentemente, é Editor-Chefe da Biochemical Genetics e, como Red List Authority Coordinator, é membro da Species Survival Commission da IUCN.

Na Universidade dos Açores, integra a Assembleia da Faculdade de Ciências e Tecnologia, o Conselho Científico, o Conselho de Estratégia e Avaliação e o Conselho Geral.

Informação de Contacto

Publicações

Silva, L.D., de Azevedo, E.B., Reis, F.V., Elias, R.B. & Silva, L. (2019). Limitations of Species Distribution Models Based on Available Climate Change Data: A Case Study in the Azorean Forest. Forests, 10.
Silva, L., Rosa, R.G., Campino, N., Martins, I., Pinho, M.R., Correia, J., et al. (2019). The effect of rapid decompression on barotrauma and survival rate in swallowtail seaperch (Anthias anthias): Defining protocols for mitigating surfacing mortality. Aquaculture, 498, 405-412.
Pavao, D.C., Elias, R.B. & Silva, L. (2019). Comparison of discrete and continuum community models: Insights from numerical ecology and Bayesian methods applied to Azorean plant communities. Ecological Modelling, 402, 93-106.
Matos, B., Silva, L.B., Camarinho, R., Rodrigues, A.S., Rego, R., Camara, M., et al. (2019). Linking Dendrometry and Dendrochronology in the Dominant Azorean Tree Laurus azorica (Seub.) Franco. Forests, 10.
Silva, P.T.M., Silva, M.A.F., Silva, L. & Seca, A.M.L. (2019). Ethnobotanical Knowledge in Sete Cidades, Azores Archipelago: First Ethnomedicinal Report. Plants-Basel, 8.