Passar para o conteúdo principal
15 Fevereiro 2023
De 16 a 20 de janeiro, teve lugar no Chile o segundo estágio de interpretação em ecoturismo e guias de natureza, organizado no âmbito do projeto Erasmus+ NATOUR
De 16 a 20 de janeiro, teve lugar no Chile o segundo estágio de interpretação em ecoturismo e guias de natureza, organizado no âmbito do projeto Erasmus+ NATOUR (Programa conjunto de pós-graduação em Ecoturismo e Guias de Natureza). Nele participaram cerca de 30 pessoas de 7 países, entre as quais dois elementos da Universidade dos Açores. A riqueza natural e paisagística da Patagónia Chilena serviu de pano de fundo a este excelente estágio. Entre as atividades ecoturísticas praticadas, contaram-se uma visita às colónias de pinguins do Monumento Natural Islotes de Puñihuil, e a observação de outras aves limícolas na ilha de Chiloé, para além de visitas aos Parque Nacional Vicente Pérez Rosales e Parque Nacional Alerce Andino. Nos parques nacionais, foi possível observar uma fauna única, uma paisagem cativante, e uma flora exuberante característica da floresta temperada húmida desta região Austral. O alerce, uma árvore milenar, foi o Rei da visita do segundo parque, enquanto no primeiro foi possível apreciar como uma floresta resiste à chegada das cinzas vulcânicas, emanadas pelos vulcões abundantes por estas paragens. A presença de guias especializados em transmitir uma mensagem interpretativa do ambiente que nos rodeava, foi o clímax das visitas efetuadas no âmbito deste estágio, e foi também uma importante lição para a pós-graduação em ecoturismo que irá abrir no próximo ano letivo, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade dos Açores.
7 Novembro 2022
Spring Seminar 5ª Edição | 2022
O CIBIO-Açores, unidade de investigação sedeada na Universidade dos Açores e integrada na Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva (InBIO, Laboratório Associado), organiza a quinta edição do seu Seminário de Primavera, com o intuito de divulgar as suas atividades de investigação junto da comunidade académica, assim como das entidades financiadoras e demais parceiros a nível regional. O grupo de investigação divulga trabalhos nas áreas da sistemática, evolução, biogeografia e paleontologia, ecologia, limnologia e biologia costeira. Cumpre-se assim uma das funções das unidades de investigação, nomeadamente a divulgação dos projetos e dos resultados obtidos, ao fornecer um resumo da sua contribuição para o avanço do conhecimento. É também uma oportunidade para a reunião dos elementos do centro, em geral ocupados com as suas tarefas específicas e, portanto, um passo no sentido de uma maior integração científica e pessoal do corpo de investigadores.
5 Julho 2022
18 PAI Santa Maria 2022 - International Workshop 7 a 16 de julho
“A 18ª edição anual do workshop internacional – Paleontologia em Ilhas Atlânticas (18ºPAI) irá decorrerá em Santa Maria, entre 7 e 16 de julho, organizado pela equipa do Marine Palaeontology & Biogeography Lab do CIBIO-Açores (Universidade dos Açores). O 18ºPAI dedicado ao património paleontológico da Ilha de Santa Maria, como já é tradição, reunirá especialistas reconhecidos internacionalmente nas mais diversas áreas da geologia, biologia e paleontologia. Contará com visitas às jazidas fossilíferas de Santa Maria, e o já habitual Ciclo de Palestras no Centro de Interpretação Ambiental Dalberto Pombo, durantes os serões (aberto ao público, sem necessidade de inscrição prévia).”
20 Abril 2021
"Research and monitoring of visitor use and impacts in global protected areas: recent trends and future needs"
Enquadrado no programa de webinários Luso Americanos ScienceOn by UAc patrocinados pelo American Corner da UAc, o CIBIO Açores promove a realização do CIBIO-Açores Nature Webinar Series 2021 que constitui uma série de 4 seminários online por cientistas e académicos de várias universidades americanas, com o objetivo de promover os laços educacionais e de investigação entre o EUA e Portugal, assinalando várias datas importantes relacionadas com a investigação desenvolvida no CIBIO e com as temáticas lecionadas no âmbito das ciências naturais da FCT_UAc. Assim, o CIBIO-Açores irá celebrar o Dia Internacional da Terra, 22 de Abril, promovendo a consciência ambiental para a necessidade de preservar a biodiversidade e áreas protegidas do planeta; adoção de boas práticas de turismo sustentável, com a palestra "Research and monitoring of visitor use and impacts in global protected areas: recent trends and future needs" que será proferida pelo Prof. Yu-Fai Leung da Universidade da Carolina do Norte, pelas 17 horas (hora Açores). A inscrição é feita por email, sendo necessária para aceder ao evento através da plataforma zoom, e para obter confirmação de participação.
15 Abril 2021
Biome changes : global and regional expansion of anthromes
Enquadrado no programa de webinários Luso Americanos “ScienceOn by Uac”, patrocinados pelo American Corner da UAc, o CIBIO Açores promove a realização do CIBIO-Açores Nature Webinar Series 2021, que constitui uma série de seminários virtuais por cientistas e académicos de várias universidades americanas, com o objetivo de promover os laços educacionais e de investigação entre os EUA e Portugal, no âmbito da investigação desenvolvida no CIBIO. Este webinário decorrerá no próximo dia 21 de abril, pelas 15:00 (hora dos Açores), com a participação do Professor Erle C. Ellis, da Universidade de Maryland, Baltimore County. Será abordado o tema das alterações globais e regionais do coberto vegetal, ou seja, a transição dos biomas como tipos de vegetação natural dependentes do clima, para formações de origem antrópica, designadas como antromas. O evento contará também com investigadores que abordam estas alterações nos Açores e em Cabo Verde, recorrendo a métodos ecológicos e paleolimnológicos. A inscrição é feita por email, sendo necessária para aceder ao evento através da plataforma zoom, e para obter confirmação de participação.
11 Março 2021
Newsletter Winter 2020/21
O CIBIO-Açores, Centro de investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos – Açores, tem sede na Universidade dos Açores, constituindo-se como um grupo de investigação do InBIO, a Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva. Em 2020 o centro contou com 92 investigadores: 25 doutorados (11 professores, 1 investigador principal, 2 investigadores auxiliares e 11 investigadores doutorados), 11 doutorandos, 7 mestrandos e 49 colaboradores de projeto. Em 2020 o centro publicou 41 artigos e conseguiu obter financiamento a nível nacional e internacional. Desde a sua formação em 2006, a sua atividade centra-se no desenvolvimento de investigação de elevado nível na área da biodiversidade, utilizando os Açores e outros sistemas insulares como modelo. As suas áreas de ação estendem-se dos biótopos costeiros até às florestas naturais e de exóticas, incluindo também a ecologia das águas interiores, a paleoecologia e a paleontologia.
9 Fevereiro 2021
Uma paixão pela biodiversidade das algas
Uma paixão pela biodiversidade das algas Suzanne Fredericq Suzanne Fredericq é Professora de Biologia na Universidade da Louisiana em Lafayette e colaboradora de longa data na Universidade dos Açores. Ela vem de famílias belgas de intelectuais, incluindo mulheres pioneiras em direito, artes e ciências. A sua carreira científica começou como uma rapariga com uma Bolsa do Instituto Weizmann para finalistas do ensino secundário, e continuou até tornar-se numa das mais respeitadas especialistas em algas. Ela falará sobre a sua paixão pela biodiversidade das algas e a sua área de estudo - a sistemática das algas vermelhas marinhas, uma área que pretende detetar padrões de relações evolutivas entre as espécies em estudo. Ela irá ilustrar como a sua abordagem à investigação de algas teria certamente sido menos alegre se não fosse por experimentar analogias na estrutura e processo biológicos, e na arte visual. Ela abordará como a historiadora de arte Marie Fredericq-Lilar, a sua mãe, incutiu nela um amor pela arte e estética, como a escritora Suzanne Lilar, sua avó, incutiu nela um amor pela perseguição intelectual, e como o pintor Eugene J. Martin, seu marido, cristalizou nela a combinação de ambos.